Total de visualizações de página

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Há tempo para todas as coisas

A Palavra de Deus é tão rica em conselhos para uma boa vida. Não me admira que muitos não queiram que as pessoas tenham acesso a tamanha liberdade e graça que obtemos nas Sagradas Escrituras.
Há tempo de ser criança, de brincar, correr e rir até a barriga doer. Estudar e ser um bom aluno, obedecer aos pais e ser abençoado por isso.
Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo.
"Honra teu pai e tua mãe", este é o primeiro mandamento com promessa:
"para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra".
Efésios 6:1-3

 Mas chega o tempo de crescer e amadurecer, de namorar alguém para formar futuramente uma família, ter filhos e trabalhar. Também é preciso crescer espiritualmente sabendo que já temos maturidade para mergulhar mais fundo na Palavra a fim de conhecermos a Boa, Perfeita e Agradável Vontade de Deus.
Dei-lhes leite, e não alimento sólido, pois vocês não estavam em condições de recebê-lo. De fato, vocês ainda não estão em condições, 1 Coríntios 3:2
Enfim, cada etapa da vida foi feita por Deus com muita perfeição e amor. Não queira "queimar" as etapas perfeitas que Deus criou para você. Viva intensamente cada uma delas sem perder a direção da Palavra. No tempo certo, as coisas são muito mais saborosas, pois são como frutos colhidos quando estão maduros, são doces e agradáveis, porém, se colhidos fora do tempo, podem estar verdes ou podres e seu sabor é ruim.
Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores!
Ao contrário, sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite.
É como árvore plantada à beira de águas correntes: Dá fruto no tempo certo e suas folhas não murcham. Tudo o que ele faz prospera!
Salmos 1:1-3


terça-feira, 11 de agosto de 2015

O novo fruto proibido

E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente,
Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.
Gênesis 2:16,17
Desde os mais remotos tempos, a serpente, ou Satanás se preferir chamá-la assim, vem se aproveitando da fraqueza humana para fazer com que a queda do Éden se repita inúmeras vezes. Lúcifer tornou-se Satanás pelo desejo de ser como Deus, ou mais que Deus e despertou este mesmo sentimento em Eva para convencê-la a desobedecer a Deus.
E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos,
Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais.
Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis.
Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.
Gênesis 3:2-5
Certamente que ao comer do fruto proibido Eva não foi fulminada como imaginava, porém realmente tomou conhecimento do bem e do mal, dando início a grande maldição que separou a humanidade do Criador.
Ainda hoje Satanás, travestido de profeta, de homem sábio, lúcido e racional, vem discipulando muitos, sob o pretexto de racionalizar a fé e a Palavra de Deus, se utilizando de versículos, interpretando a bíblia de maneira pessoal e levando milhares ao engano e ao pecado. Viver o verdadeiro Evangelho requer renúncia, e é, muitas vezes doloroso para a carne. É muito comum vê-los pregar um Jesus permissivo, que veio para quebrar regras e destruir fundamentos , que aprova o pecado, que nega inferno, que ama a si mesmo e dá vazão a todos os mais baixos desejos carnais. Tudo isso agrada a carne, massageia o Ego, pois torna os verdadeiros cristãos uns otários, que preferem perder a vida orando, jejuando, adorando a Deus com louvores, dízimos e ofertas e através de um comportamento pautado na Palavra de Deus. Mas o que verdadeiramente Jesus pensa sobre tudo isso?
Quem ama a sua vida perdê-la-á, e quem neste mundo odeia a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna. João 12:25
E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Lucas 9:23
Mas eu vos mostrarei a quem deveis temer; temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei. Lucas 12:5

Preste atenção! Não existe Evangelho sem sacrifício e renúncia. Se estão te ofertando um Evangelho sem dor, sem cruz, cheio de prazeres  e festas, CUIDADO! Este é o novo fruto proibido da nossa era. Fruto que é oferecido aos cristãos com a prerrogativa de trazer felicidade, através da permissividade. É evidente que sua abnegação não deve ser fruto do medo, mas do amor. Amor por Aquele que nos amou primeiro. O verdadeiro Evangelho traz a verdadeira paz, traz comunhão no seio da família, traz frutos do Espírito Santo, vida santificada, alegria genuína. Se você precisa beber para se divertir, ter um parceiro, para se sentir completo, estar em festas para se alegrar este é um indício de que existe um vazio em você que está sendo preenchido com coisas que podem te faltar a qualquer momento. Preencha o seu ser com o Espírito Santo que traz alegria, paz e vida em abundância.
Se alguém quer pregar uma falsa doutrina para você, observe como esta pessoa se refere às pessoas que não pensam como ela e lembre-se do que Jesus disse:
Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno. Mateus 5:22
Não se contamine, mas contagie-os com a sua fé. Não seja influenciado pelo mal, mas influencie através do amor de Jesus. Rejeite qualquer doutrina que te leve a uma vida vã e fútil. O primeiro lugar da sua vida e do seu coração deve ser de Jesus, do contrário você estará perdendo seu precioso tempo com coisas passageiras e ilusórias.



domingo, 9 de agosto de 2015

Aquilo que plantarmos, colheremos

Este é o tema do mês em nossa congregação e estive meditando acerca dele na Palavra de Deus. Todas as nossas palavras, atos e escolhas fazem parte do nosso plantio espiritual. Plantamos o tempo todo e mais a frente colheremos os frutos de nosso plantio. A Palavra nos instrui em Provérbios 2.8:
"Quem semeia a injustiça colhe a maldade; o castigo da sua arrogância será completo." Palavras ditas com deboche, rancor, arrogância e raiva causam reações por vezes catastróficas. Nem sempre é fácil segurar aquela resposta quando somos ofendidos, censurados, humilhados ou agredidos, porém sabemos que o Senhor nos fortalece nos momentos de maior fraqueza. Evidentemente, existem momentos em que nossa fé não parece ser suficiente para crermos que aquela semeadura dará frutos. 
Plantar a boa semente é mais difícil do que se pode imaginar, tantas vezes choramos e sofremos para dar bom testemunho de nosso Salvador através de nosso comportamento? Mas não recue! Lembre-se:
"Aqueles que semeiam com lágrimas, com cantos de alegria colherão. " Salmos 126.5
Quanta alegria ver nossos filhos nos Caminhos planos do Senhor, nossos familiares se rendendo ao amor de Deus, nossos projetos sendo abençoados por estarem em consonância com a Vontade de Deus para nós! Estes são frutos de júbilo conquistados através do bom plantio, mesmo que seja difícil e doloroso, mesmo que, muitas vezes, pareça inútil plantar. Confie no Senhor e em Sua Palavra que nos garante tudo valerá a pena. 
"O fruto da justiça semeia-se em paz para os pacificadores". Tiago 3.18

segunda-feira, 20 de julho de 2015

A vaidade nos leva a tentação

Na Bíblia a vaidade aparece contrapondo-se à fé. Ora, se a fé produz perseverança, a vaidade produz afastamento. A palavra nos adverte que a vaidade nos tenta a pecar. Tudo o que nos dá sensação de poder, ou seja, de superioridade, nos afasta de Deus. Viveremos aqui por pouquíssimo tempo para trocarmos a eterna companhia de Jesus pelos ditames da sociedade de um mundo que jaz no maligno.
            Nada pode nos separar do amor de Deus, somente a nossa própria vontade. Antes de se deixar contaminar com as futilidades deste mundo, lembre-se dos escolhidos de Deus que se deixaram levar ao pecado através de suas vaidades: Sansão, juiz de Israel escolhido por Deus para começar a livrar seu povo da opressão dos Filisteus, caiu em tentação que o levou a escravidão e à cegueira; Judas, apóstolo e amigo de Jesus, trocou o Salvador por dinheiro, e, finalmente, lembre-se que Lúcifer era o mais belo anjo, mas sua vaidade o levou a tornar-se nosso maior inimigo, perdendo sua honra para viver renegado.
            Siga o caminho da fé que lhe trará perseverança, maturidade e integridade e sabedoria, e nos levará à coroa da vida.

domingo, 31 de maio de 2015

Nos deram espelhos e vimos um mundo doente


Sempre vivi a vida sem pensar em meus erros e defeitos. Sempre estive atenta para aquilo que dava errado na vida alheia, mas jamais sequer percebia que meu comportamento e escolhas estavam traçando minha história e nela eu repetia os mesmos erros, uma vez que não sabia e nem queria me auto-avaliar. Um dia tive um encontro com Deus através de Jesus e comecei uma nova história. Nela eu possuía um referencial que é a Palavra de Deus, sim, a Bíblia Sagrada. Conforme eu lia a Bíblia e conhecia Jesus mais intimamente começava a me dar conta das minhas próprias imperfeições e limitações. Começava então um processo de lapidação que influenciava minhas escolhas e meu comportamento e, consequentemente, minha história era reconstruída. Estou aprendendo continuamente que Deus tem olhos de misericórdia para nós, porque ele nos sonda e nos conhece, vendo além de nossas fraquezas e imperfeições, mas enxerga aquilo que está além, aquilo que só pode ver quem nos olhos com os olhos do Pai. E sabe o que Ele vê? Ele vê o seu potencial espiritual que são as vidas que serão impactadas através da sua vida! Quanto mais entendemos isso, mais temos amor, paciência e perdão para pessoas que parecem difíceis, más ou teimosas demais. Nós mesmos somos perdoados a cada dia por Deus que nos trata e traz a tona nosso potencial espiritual, a fim de que vidas sejam tocadas através de nós, apesar de todos os nossos defeitos e imperfeições. É uma grande responsabilidade ser um cristão de verdade, mas também uma grande aventura, pois na presença de Deus valorizamos aquilo que realmente importa, e um dia jamais é igual ao outro.
Minha oração neste dia é que todos recebamos do Senhor a capacidade de olhar além das aparências do nosso próximo, assim como o próprio Deus nos olha.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Ser como Jesus

Assistindo a este vídeo, lágrimas me vieram aos olhos. Tantas vezes ficamos aborrecidos com as pessoas por causa de um mero desentendimento, por causa de uma palavra mal colocada, ou mesmo ofensiva. Na mesma hora já ficamos de mal humor e não queremos conversar com a pessoa. Como posso me dizer parecida com Jesus agindo assim? Você pode até dizer que Jesus é Santo como nunca chegaremos a ser, mas o que dizer sobre este vídeo? Como poderemos ser os mesmos após assisti-lo?
Estamos verdadeiramente obedecendo à Palavra que nos traz vida e conforto?
Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; Lucas 6:27
Senhor amado, ajude-nos a ser Cristãos verdadeiramente preparados para seguir o que nos instrui a tua Palavra.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Bem aventurados os pacificadores

No dicionário o pacificador é: Aquele que promove a paz, ou ainda , dentro de uma contenda é sempre aquele que tenta desfazer as insatisfações.
Jesus disse que os pacificadores seriam chamados filhos de Deus. Sabemos que nós, seres humanos, complexos e repleto de muitas nuances temos, quando em estado natural, adoramos "ver o circo pegar fogo". Isto é, gostamos mais de ver uma confusão do que um final feliz. Ao recebermos o novo nascimento em Cristo, precisamos também amar a Paz.Jesus é chamado o Príncipe da Paz, e como poderemos ser seus filhos se não nos tornarmos pacificadores? As transformações oriundas de uma conversão verdadeira, são extremamente profundas e permanentes. Aquele que brigava, torna-se manso como um cordeiro, aquele que era mau torna-se uma pessoa boa e gentil. 
Infelizmente nem todos conseguem ter um verdadeiro encontro com o Senhor. Mas não porque não foram chamados, mas porque não conseguem abrir mão de certas particularidades de suas personalidades.
No meio do povo santo e separado por Deus para Sua Obra existem ainda pessoas carnais, isso é indiscutível. Temos visto a Palavra de Deus se cumprindo:
Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!
Portanto devemos ser sempre pacificadores, sem subterfúgios nem fingimento, pois nada fica em oculto aos olhos do Pai que sonda os corações. Podemos enganar pessoas, mas jamais enganaremos nosso Pai de Amor. Traga à memória aquilo que te traz esperança, traga à memória o sacrifício do cordeiro de Deus para tirar os pecados do mundo e seja a oferta viva no altar do Senhor, fazendo sempre a Sua Vontade Boa, Perfeita e Agradável.
Receba os irmãos em amor, seja manso, seja um mensageiro da paz, das Boas Novas, se alegre com a alegria do seu próximo e chore com ele durante a sua tribulação. Ao ouvir algo desagradável sobre algum irmão, não dê prosseguimento, não semeie discórdia no corpo do Senhor. Que da sua boca só proceda a bênção e jamais a maldição, em nome de Jesus! Seremos conhecidos por nosso proceder, por nossas palavras como filhos de Deus ou não.